segunda-feira, 23 de junho de 2008

Isto é muito mais do que futebol, mesmo?

Tudo bem que a definição que um taxista me deu hoje para a Eurocopa seja provavelmente a melhor que já vi: é uma Copa do Mundo sem Brasil e Argentina. Tudo bem que os jogos até agora tenham sido muito dinâmicos e que das grandes nações do futebol europeu só reste a Alemanha na semifinal, o que dá um gosto a mais (torceremos no Brasil todos pela Turquia, me imagino). Mas chamar cada chute a gol de perigosíssimo, cada drible de maravilhoso, acompanhar todos os lances com uma profusão de superlativos, quase sempre gritados, e repetir várias vezes que "isso aqui é muito mais do que futebol", como tem feito a emissora de TV que transmite o campeonato, é definitivamente fora de medida. O exagero é tamanho que dificilmente deve passar desapercebido e creio que muitos devem se perguntar o que é mesmo esse a mais, esse muito mais, que é oferecido. Além de todo este abuso do futebol para realizar auto-propaganda eu não descobri nada.

Nenhum comentário :