segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

ano novo, guerra antiga

Passei a virada do ano em Ilhéus. Uma das imagens mais impressionantes nestes quatro dias que estive por lá foi a da quantidade de automóveis, a maioria com placas de Goiás, Brasília e Minas, com o fundo tomado por caixas de som capazes de causar um barulho ensurdecedor. Fiquei na dúvida entre que atitude tomar: torcer inutilmente para que precisíssimos mísseis israelenses de alcance transatlântico pudessem ser desviados de suas rotas ou elaborar uma lista de supostos líderes do Hamas com sobrenomes Santos, Oliveira ou Sampaio, formada pelos nomes de proprietários de tais automóveis, e fazê-la chegar à terra santa.

Nenhum comentário :