sexta-feira, 19 de junho de 2009

a caminho da índia

Ontem, frente às denúncias de irregularidades no Senado, o presidente do Brasil disse que o senador Sarney deveria ser tratado de maneira diferente, que ele não era gente comum. Lembrei de um refrão bom de uma canção de sucesso de uma banda chata dos anos 80: "todos iguais, mas uns mais iguais que outros". Há gente que votava no partido do presidente por achar que coisas como estas deveriam ser mudadas... mas isso já é um passado distante. Eu fiquei achando que o presidente deve estar acompanhando com grande assiduidade a atual novela das oito da rede globo de televisão.

Nenhum comentário :