segunda-feira, 29 de junho de 2009

ladrão que rouba ladrão....

Segundo a Folha de São Paulo, "Em 24 de maio de 2007, Zelaya (o presidente deposto da Honduras) ordenou que todos os canais de rádio e televisão de Honduras passassem 2 horas diárias de propaganda do governo."
Ele queria de qualquer jeito impor um referendo, considerado ilegal pela Suprema Corte do país, dedicado a mudar a constituição para que ele se re-elegesse. Assim, tipo Chavez.
Eu até agora não sei quem não é golpista nesta história hondurenha.......

Um comentário :

Joniel disse...

Ah, essas democracias jovens e a nostalgia militarista.