sábado, 26 de dezembro de 2009

almodovar no último dia

Assisti a "Abrazos rotos" no dia 23, na última sessao do filme em Viena. Um filme sobre estantes de livros e a família que nao ousa dizer o seu nome. Um Almodovar menor, na minha lista ao lado de Carne trêmula e Kika. Mas ainda assim melhor que estes (provavelmente pelo deleite em fotografar Penelope Cruz). Os personagens sao um tanto superficiais (especialmente o Dieguito) e o filme esta tao cheio de motivos cegos, que o espectador pode mesmo se desorientar.
As estantes de livros, muito bem escolhidas e isso nao seria diferente, tomam a cena várias vezes e servem para mais uma auto-referência além de Mulheres à beira..., pois ali estao os bonequinhos de persongens de filme japoneses ou games que também serviam de decoracao em Ata-me (os temas hospitalares sao outra auto-referência exagerada).
Mas a história, à parte de existir para Penelope Cruz ser filmada, é mesmo sobre uma familia que para sê-la, como tal nao pode ser nomeada. Apenas a iminência da morte faz com que uma série de segredos venham à tona e revelem a estrutura familiar forte e conservadora que mantém os personagens unidos. Embora tenha "pago" com a cegeueira, o homem de Abrazos rotos permite-se ser bem tradicional, é um pouco como em algumas histórias de Nelson Rodrigues, apenas às avessas. Como se a solucao para a crise contemporânea da estrutura familiar fosse simplesmente nao nomea-la como tal. O filme é bom ao indicar que nao é bem por aí..... No final, nao dá para esquecer de como as mulheres de Volver eram muito mais emancipadas.
A música que Dieguito toca é muito boa, as roupas de Penelope Cruz sao um escândalo, mas falta vigor em geral. Nao é por acaso que a citacao do gazpacho com tranquilizantes de mulheres à beira... é um dos pontos altos do filme.

3 comentários :

Halbermensch disse...

O problema com um artista brilhante é a cobrança de ser genial a cada obra. "Abrazos rotos" é um bom filme, muito acima da média de qualquer filme em cartaz por aí. Mas, se comparado a outros filmes do próprio Almodóvar, é mediano. A questão é que um Almodóvar mediano é muito superior a qualquer bobagem por aí.

Halbermensch disse...

Halbermensch = Celso Jr.

drmukti disse...

wie konnte ich nicht wissen wer Halbermensch ist? :)
Concordo inteiramente com voce, acho que o filme é, sim, acima da média da maioria dos filmes por aí. Só acho que nao dá para Dieguito ter uma reacao tao xoxa ao saber quem é o seu pai verdadeiro... por mais que ele já desconfiasse...