sexta-feira, 19 de março de 2010

2 criancas ou tudo errado no brasil

Anteontem assisti na tv a uma reportagem sobre uma mae que acorrentou seu filho de 13 anos em um móvel numa tentativa deseperada de tirá-lo do vício do crack. O estado ficou sabendo e a mae foi indiciada criminalmente. O estado brasileiro nao oferece nenhum programa de tratamento para a família, apenas criminaliza a mae que tenta salvar a vida do filho.
Ontem, outra reportagem na tv mostrava pela tarde como o estado atuava corretamente ao retirar uma crianca pequena das maos de uma mae que a usava para pedir esmolas na rua. O que foi mostrado da instituicao para onde a crianca fora levada, indicava um ambiente saudável e limpo. À noite porém, a reportagem mudava de ideologia e trasnformava a agente que havia salvado a crianca de tal mae em quase uma criminosa, indicando sordidamente que a policial havia descumprido o codigo nacional de trânsito ao sentar ao carona com a crianca no colo.
Pela tv, ou o estado é inoperante e nao presta, ou o estado é operante e também nao presta.
O grande problema é o tal do estatuto da crianca e do adolescente. Esta deve ser uma das piores leis já feitas no país: sua principal consequência foi a de permitir que assassinos de 17 ou 16 anos pudessem passar um máximo de dois anos em instituicoes para menores infratores, em vez de cumprir uma pena correspondente.
O tal do estatuto foi incapaz de promover um programa de creches e jardim de infância para todas as criancas, escolas em tempo integral, ou servico médico de qualidade. Nem o estatuto nem o governo dos últimos anos foram capazes ou nao tiveram interesse, dá no mesmo, falta tudo ainda.
Enquanto isso, o professor descontrolado devido a uma classe formada provavelmente de monstros mal-educados capazes de tudo é representado pela mesma tv como um marginal. Triste país.

Nenhum comentário :