terça-feira, 8 de maio de 2012

Muito pior que a extrema-direita grega!

Aconteceu ontem, mais uma vez: às vezes a Rede Globo transmite em cadeia nacional evidências que demonstram como o jornalismo (?!?) produzido pela TV Bahia está integrado à sua programação nacional. Como quase sempre, estas evidências são geradas por aquela senhora que há décadas trabalha em solo italiano e de vez em quando é capaz de chorar emocionada com o papa e a igreja católica....
Pois bem, ontem, no Jornal Nacional, a decana do escritório global em Roma relatou os resultados das eleições na Grécia e as primeiras reações e sinais políticos. Sobre a coletiva de imprensa do chefe do partido da extrema direita grega, a repórter ressaltou a exigência de a imprensa o receber de pé e - aqui é que o padrão TV Bahia surge com toda a força - uma semelhança indiscutível entre o símbolo do referido partido e a suástica nazista.
Acontece que o símbolo do tal partido grego de extrema direita - um luxo, até então reservado aos ricos - é a unidade básica do friso grego, encontrado em qualquer edifício da grécia antiga e em milhões e milhões de fachadas e interiores de edifícios por todo o mundo, em milhares de quilômetros de bordas de tecidos de decoração, em milhares de cenas de filmes de gladiadores de sandália amarrada no tornozelo.
Eu poderia dizer que não sei onde esta senhora estava com a cabeça ao pronunciar tamanho absurdo. Mas eu acho que a questão é mais elementar.

Nenhum comentário :